top of page

Pechinchando na bolsa - parte 1

Dizer se uma coisa é cara ou barata não é tão fácil quanto parece. Um carro de 10 reais seria muito barato, mas uma bala desse mesmo preço não seria. Como podemos dizer, então, se uma ação é cara ou barata na bolsa de valores?


Bom, a resposta final sempre vai depender do ponto de vista do comprador, vai ver ele gosta tanto de uma bala de 10 reais que pagaria até o dobro por ela se fosse necessário, mas nós temos alguns métodos que podem nos ajudar na tomada de decisão sobre comprar ou não uma ação.


Devemos lembrar que comprar uma ação significa se tornar dono de uma pequena parte daquela empresa. Por isso, é importante avaliar a saúde financeira daquela empresa para saber se ela é vantajosa ou não para entrar para sua carteira. As informações que você precisa podem ser encontradas facilmente no site de relações com investidores de qualquer empresa listada na Bolsa, basta procurar no Google.


Sendo assim, devemos primeiro olhar duas coisas: lucro e patrimônio líquido. Neste texto, vamos falar apenas do lucro.


Por exemplo, uma empresa vende 100 chinelos a 10 reais e tem um custo de 5 reais por par de chinelos. Logo, ela tem 500 reais de lucro. Mas então, como relacionar essa informação com o preço das ações para saber se elas são caras ou baratas? Então, dividimos esse valor pela quantidade de ações que a empresa negocia no mercado, e teremos o LPA (Lucro por ação).


Dividindo o preço da ação por esses valores temos o P/LPA, ou simplesmente P/L. Assim, podemos comparar esses indicadores entre empresas para ver qual delas está mais barata e ajudar na nossa decisão de comprar. Quanto maiores são esses indicadores, mais cara a ação é, em teoria. A diferença dos dois é que o P/LPA


Maaaas calma, meu jovem! Além desse não ser o único indicador que diz se uma ação está mesmo barata, nem tudo que é barato é necessariamente melhor. É importante buscar o motivo dessa indicador estar do jeito que está. Será que o lucro está baixo devido a uma estratégia comercial para expansão do seu produto? Ou será que o negócio da empresa realmente não é lucrativo e ela não vale o que custa? Essas perguntas são muito importantes antes da decisão de se tornar sócio de uma empresa.


No próximo texto, falaremos sobre o que é patrimônio líquido e como ele influencia na avaliação de uma ação.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page