top of page

Preço vs. Valor

Ué, mas tem diferença?


Tem sim, e muita! Apesar de serem conceitos correlatos, e por isso causam confusão semântica até hoje, esses dois termos querem expressar coisas muito diferentes e entender essa diferença é o principal ponto de partida para começar uma gestão financeira eficiente.


Ambas as palavras tem origem no latim. Valor é derivado do termo valere, que significa força, apresentar boa saúde, características geralmente dadas aos guerreiros da antiguidade com relação à sua própria qualidade enquanto homem de guerra. Já a palavra preço vem do latim pretius, que significa recompensa e era usado no comércio, da mesma forma que usamos hoje.


Dessa forma, a palavra valere começou a ser usada como uma analogia no comércio para avaliar se um determinado preço é justo ou não, ou seja, se é caro ou barato. Ou seja, com a mesma palavra que se avaliava os guerreiros, os cidadãos passaram a avaliar os produtos comprados, se realmente a qualidade do produto justificava a compra


E apesar de geralmente fazermos confusão com esses termos, esse é o significado destas palavras até hoje. O valor é resultado da análise qualitativa do bem de consumo, seja um produto ou serviço, e o preço é a recompensa dada por esse produto ou serviço. Por isso, usamos frase como “esse produto não vale o que custa”. Isso quer dizer que a recompensa pedida é muito alta para o que o produto te proporciona.


E a partir disso vemos uma outra diferença importante entre ambos os conceitos: enquanto o preço é absoluto, o valor é relativo. Vamos a um exemplo prático:


Maria ama surfar e já faz isso há muito tempo. Outro dia, ela e sua irmã Ana viram uma prancha de surf profissional, nunca usada e de ótima qualidade, por 1000 reais. Maria imediatamente achou barata e quis comprar a prancha, enquanto Ana, que estava começando a aprender a surfar com a irmã, achou a mesma prancha muito cara e preferiu não levar o produto. Afinal, a prancha era cara ou barata? Quem estava certa, Maria ou Ana?


As duas estavam certas. Uma prancha profissional seria um avanço para o hobbie de Maria, que já era experiente e poderia aprender novas manobras com uma prancha adequada. Mas Ana ainda não era experiente, estava começando e não sabia se isso iria virar seu principal hobbie, além de uma prancha profissional ser mais difícil para o equilíbrio de um surfista iniciante. Para Ana, uma prancha mais simples seria mais valiosa, e custaria menos do que prancha profissional, consequentemente sendo a melhor opção para o momento em que ela estava.


Há uma frase que resume bem essa relação: valor é o que você leva, preço é o que você paga. Sendo mais específico, valor é a experiência que o produto te proporciona, e preço é mesmo o que você paga por essa experiência.


Esses e outros conceitos fundamentais da gestão financeira você pode ver no livro A riqueza da vida simples, onde Gustavo Cerbasi mostra como a identificação do valor em detrimento do preço pode te fazer economizar muito dinheiro e ter uma qualidade de vida muito melhor, gastando menos.



Até o próximo artigo, pessoal! o/


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page