top of page

Esperança - parte 3

O bom das crises é que, cedo ou tarde, elas sempre acabam. E os investidores mais experientes sabem disso. Hoje, no último artigo da série Esperança, vamos mostrar porque vale a pena investir mesmo em tempos de crise, e como isso é muito mais vantajoso do que não investir na crise por medo.


Imagina que Maria tem uma loja, e nessa loja você vende um limpador de vídeo-cassetes. Na década de 90, muita gente procurava esse limpador para os seus aparelhos, e Maria os vendia por um preço alto, porque sabia que seus clientes tinham tanta necessidade desse produto que pagariam o preço por ele. Acontece que, no início dos anos 2000, muita gente comprou o DVD e deixaram de precisar dos limpadores, e Maria passou a vender bem pouco e, para atrair mais os clientes que ainda sobravam, decidiu baixar o preço dos limpadores, pois era melhor deduzir seus lucros mas continuar vendendo do que não vender nada.


João, nessa mesma época, ainda não tinha conseguido comprar o aparelho de dvd e precisava de um limpador. Você acha que João deveria comprar um limpador da loja da Maria ou deveria ficar com medo, pois se a Maria baixou o preço, com certeza deve estar em crise?


Dando esse exemplo, fica claro que vale a pena escolher a segunda opção, não é mesmo? Mas o cenário é praticamente o mesmo quando se fala de investimento, mudando apenas os nomes. O segundo parágrafo desse texto mostra resumidamente como funciona a lei da oferta e da demanda. E o mercado de ações funciona exatamente assim: quanto mais pessoas querem comprar, mais o preço sobe, mas quando menos pessoas querem aquelas ações, isso não quer dizer que as empresas se tornaram piores por conta disso.


A prova disso é o resultado que a bolsa brasileira tiveram depois das suas piores crises:




Será que a pessoa que ganhou quase 330 reais para cada real que investiu na crise ficou triste? Será que não valeu a pena?


Outra oportunidade que surge, como já falei em textos anteriores, são títulos de renda fixa interessantes. Bancos, empresas e até o próprio governo sempre precisam aumentar seu caixa para se protegerem na crise e no pós-crise, e oferecem taxas boas para quem os ajudar. Essa taxa pode ser sua, é só aproveitar!


Claro que esses investimentos deve ser feito de maneira consciente, bem analisada e com um bom acompanhamento. Como já dizia o poeta, vem tranquilo, não vem afobado, não! Faz a sua reserva de emergência, controle bem os seus custos e então invista!


Pessoal, tem um cara nos investimentos que podemos dizer que é o mestre das crises. Ele criou um método que se beneficia de eventos inesperados e aleatórios, que ele explica no livro A lógica do Cisne Negro. Se você quer aprender a investir em tempos de crise, lê esse livro e vamos colocar a mão na massa!


Então é isso, galera! Se você foi animado para essa série, compartilha esse texto, e se faltou alguma coisa que pode animar a galera, manda no nosso instagram e no nosso facebook, e vamos falar sobre!


Um abraço, pessoal! Até o próximo artigo o/



10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Комментарии


Post: Blog2_Post
bottom of page